Meu pet shop precisa implantar ECF, NFC-e ou NF-e?

Equipe SimplesVet  –  

Tempo de leitura: 3 minutos

Você sabia que existem várias modalidades de documentos fiscais, como ECF, NFC-e ou NF-e, que atendem diferentes enquadramentos de CNPJ? Ou que algumas empresas devem emitir mais de um tipo de documento fiscal?

Quando a sua clínica veterinária ou pet shop realiza qualquer transação comercial, é obrigatória a emissão de algum documento fiscal comprovando a operação. Isso porque as notas fiscais, além de documentar as operações comerciais, servem como fato gerador para o recolhimento de impostos.

Para estar em dia com o fisco, e ficar longe de inconvenientes, é preciso emitir o documento fiscal certo para cada operação.

Confira nesse post quais são os tipos de documentos fiscais existentes e como eles se enquadram com o negócio.

Quais os tipos de documentos fiscais existentes e quando utilizar cada um deles?

Existem vários tipos de documentos fiscais, mas como nosso foco são as clínicas veterinárias e pet shops, vamos falar sobre três: EFC, NFC-e e NF-e. Dependendo do tipo de operação comercial realizada e de acordo com a legislação vigente em cada município, certas modalidades podem ser consideradas obrigatórias.

No Estado de São Paulo, é utilizado o equipamento SAT. Ele gera e autentica, por meio de Certificado Digital próprio, o Cupom Fiscal Eletrônico – SAT (CF-e-SAT) e o transmite periódica e automaticamente à Secretaria da Fazenda (SEFAZ), via Internet.

Agora, vamos falar um pouco mais sobre cada de tipo de documento fiscal:

EFC – Emissor de Cupom Fiscal

Essa é a modalidade fiscal mais antiga das três e a tendência é que ela seja substituída pela NFC-e gradativamente. Para emitir esse tipo de documento é necessário portar uma impressora fiscal lacrada, com memória fiscal vinculada ao CNPJ da sua empresa e um sistema emissor de cupons fiscais.

O que garante a legitimidade dos documentos gerados é o lacre feito por uma empresa credenciada pela SEFAZ de cada estado.

Como esta modalidade é mais antiga, a declaração das operações realizadas é feita manualmente pelo contador da empresa, através dos relatórios gerados pela impressora.

NFC-e – Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica

Tanto a NFC-e como a EFC (equipamento) são bem mais simples do que a NF-e e geralmente são utilizadas em operações de venda de mercadorias no varejo, direcionadas ao consumidor (dono do pet).

Para facilitar a compreensão, no caso de um pet shop situado em Salvador, por exemplo, quando é realizada uma venda de produtos, a nota fiscal emitida será a NFC-e ou EFC e quando a transação comercial for a de um serviço, será necessário emitir uma NF-e ou NFS-e.

A NFC-e foi lançada com o intuito de informatizar a emissão do cupom fiscal do varejo, empreendendo uma comunicação direta com a SEFAZ a cada venda. Como a NFC-e trabalha com um certificado digital que fica na nuvem, os documentos fiscais podem ser emitidos a partir de qualquer impressora.

NF-e – Nota Fiscal Eletrônica

A nota fiscal eletrônica é um arquivo XLM (arquivo de formato padrão de notas fiscais) transmitido da sua empresa diretamente para a SEFAZ (Secretaria da Fazenda) de cada estado. Esse arquivo vai conter as informações sobre o seu negócio (CNPJ, razão social, etc.), informações do seu cliente (CNPJ, CPF, endereço, etc.) e os dados dos produtos ou serviços comercializados (descrição, quantidade, valor de venda, etc.).

No que diz respeito à venda de mercadorias, a NF-e é obrigatória sempre que a comercialização for feita entre empresas. No caso de venda para os clientes, a utilização pode ser enquadrada como opcional. Além disso, o documento é obrigatório para efetivação de devoluções e trocas de produtos.

Se tratando de serviços, a NF-e pode ser obrigatória, se a cidade em que o seu pet shop ou clínica veterinária estiver situada, assim determinar. Por isso, o ideal é buscar informações na prefeitura da sua cidade.

Para finalizar é importante destacar que, para ficar em dia com o fisco, é fundamental contar com a ajuda de um contador, que vai lhe orientar sobre a legislação vigente na sua localidade.

Já pensou como pode ser útil contar com a orientação de um contador, que vai esclarecer detalhes da legislação presente em cada município? Que tal pensar um pouco no assunto?

Considere, também, o SimplesVet como parceiro da sua gestão. Nossa plataforma concentra todos os recursos e ferramentas que vão fazer parte do seu dia a dia e ser um alicerce de desenvolvimento a partir do momento em que acontecer a inauguração do seu pet shop — antes, até, para o cadastro de todos os seus produtos e serviços. Clique aqui e experimente o sistema gratuitamente por 7 dias!

Posts relacionados

Receba conteúdos exclusivos sobre o mercado pet

É suuuper simples: basta cadastrar seu nome e e-mail.

"*" indica campos obrigatórios