Como montar uma clínica veterinária de sucesso

Médica veterinária sorri enquanto abraça cachorro

Equipe SimplesVet  –  

Tempo de leitura: 12 minutos

Quer entender como montar uma clínica veterinária? Então, vem com a gente: neste artigo, vamos te dar todas as dicas para planejar o seu negócio e já começar se destacando da concorrência. 😉

Vamos iniciar com uma boa notícia: esta é a melhor hora para investir no mercado veterinário. Entre 2017 e 2020, o segmento pet registrou uma expansão de 39,3% no número de clínicas, laboratórios e pet shops em todo o Brasil. Isso faz do nosso país o terceiro maior mercado global do segmento, atrás apenas dos EUA e da China. Incrível, né?

Isso tudo significa que sim, existe demanda e espaço para a sua clínica veterinária… Mas também existe muita concorrência. Por isso, quanto mais bem planejado for o seu negócio, mais chances de que ele faça sucesso desde o princípio, fidelizando clientes e fortalecendo a sua marca.

Agora, vamos às dicas que podem te ajudar a montar uma clínica veterinária fora da curva!

1. Descubra o seu tipo de estabelecimento veterinário

“Ué, mas eu já disse: eu quero abrir uma clínica veterinária”. Sim, a gente entendeu – mas sabia que existe mais de um tipo de estabelecimento voltado para a saúde pet?

Entender os nichos existentes no mercado te ajuda a identificar aquele que faz mais sentido para a sua realidade. Assim, você planeja serviços e produtos mais adequados, além de pensar desde cedo qual será o seu diferencial diante da concorrência.

As clínicas veterinárias:

  • São empresas focadas em cuidar da saúde animal, a partir do atendimento veterinário.
  • Oferecem vacinação animal.
  • Podem (ou não) oferecer internação veterinária.
  • Podem (ou não) oferecer atendimento cirúrgico.
  • Atendem (ou não) em regime integral.
  • Oferecem exames, mas não necessariamente numa ampla gama de especialidades.
Médico veterinário que quer entender como montar uma clínica veterinária
Vet Medical Center (ES), cliente SimplesVet

Várias opções, né? Além disso, as clínicas veterinárias costumam ser empresas de pequeno ou médio porte – por isso, a sua capacidade de atendimento é limitada. Quando a empresa se propõe a ter um porte maior, ela geralmente se configura em um hospital veterinário.

Os hospitais veterinários:

  • São empresas focadas em cuidar da saúde animal, a partir do atendimento veterinário.
  • Oferecem internação veterinária.
  • Oferecem atendimento cirúrgico.
  • Funcionam 24h.
  • Costumam ter uma maior gama de exames e especialidades de atendimento disponíveis.
  • Costumam ter suporte para análise laboratorial.
como montar uma clínica veterinária
Strix (SP), cliente SimplesVet

Para completar, muitas clínicas veterinárias são negócios híbridos, que incluem também serviços de banho e tosa, além da venda de produtos no pet shop.

Deu para perceber que o mercado veterinário é bem diversificado, né? Descobrir o seu nicho é o primeiro passo para entender o nível de complexidade do seu negócio e fazer um planejamento assertivo.

Leia também: a história da clínica veterinária Planet Pet.

Controle de vacinas, estoque e mais.
Gestão pet é com SimplesVet.

2. Organize o seu plano de negócios

Independentemente da empresa que você pretende abrir, o plano de negócios é o principal documento para colocá-la em prática.

É como se esse documento servisse como um mapa para o tesouro — e também a bússola para guiar você ao longo do caminho.

Para estabelecer o seu plano de negócios, você deve responder a perguntas-chave, como:

  • Ramo de atividade da sua empresa?
  • Qual é o seu mercado consumidor?
  • Quem são os seus potenciais fornecedores?
  • Quem é a sua concorrência?
  • Quais são os tipos de produtos e serviços oferecidos?
  • Qual será a localização da sua empresa?
  • Como a sua empresa será ambientada?
  • Qual o porte do seu estabelecimento (influenciando, também, nos equipamentos, na mão de obra e nos setores de sua clínica veterinária)?

Para completar, você deverá preparar uma análise financeira completa, definindo com o máximo de precisão seu capital inicial, a sua precificação, os custos e outros investimentos necessários.

Ou seja: é um verdadeiro guia teórico para colocar em prática os detalhes fundamentais do seu empreendimento.

Quer ajuda para montar o seu plano de negócios? Aqui, demos mais dicas de como montar um plano de negócios para clínicas veterinárias.

3. Monte um planejamento financeiro

O planejamento financeiro faz parte do plano de negócios. É com ele que você descobrirá quanto será preciso investir para realizar o seu sonho: desde o primeiro momento, ao abrir uma clínica veterinária, até o processo de mantê-la saudável e sustentável ao longo do tempo.

Fazer essas contas iniciais é um fator determinante para planejar de verdade a sua clínica. A falência está entre as principais causas do fechamento precoce de muitas empresas… E você quer o contrário: construir um negócio de sucesso!

veterinário analisando o planejamento de abertura da clínica veterinário
Levet (PR), cliente SimplesVet

Entender o capital que você tem disponível, assim como o investimento necessário para oferecer cada serviço, produto ou detalhe estrutural, vai lhe ajudar a desenhar um plano viável para a sua empresa.

Você evitará se comprometer com ideias e metas que não fazem sentido nesse momento, garantindo mais segurança e estabilidade na fase de abertura e no primeiro ano – quando a sua clínica veterinária ainda estará se estabelecendo no mercado.

Além disso, com o planejamento financeiro, você também descobrirá como precificar os seus produtos e serviços, criando uma primeira visão da sua receita mensal estimada.

Percepções como as horas de atendimento que você oferecerá por dia, o valor da consulta, o preço das vacinas e a rotatividade dos clientes lhe ajudará a entender como serão as suas finanças… E a ter ideias de como impulsionar os seus lucros.

Para criar o seu planejamento financeiro, recomendamos que você busque ajuda de especialistas financeiros e do seu contador. Investir em profissionais capacitados pode simplificar muuuito o seu caminho!

Leia também: a história da clínica veterinária Unicare.

4. Descubra os detalhes da legislação veterinária

Para abrir uma clínica veterinária, é essencial que o seu negócio esteja dentro da lei. Por isso, é importante conhecer a legislação veterinária!

Entendendo os trâmites necessários desde o princípio, você garante que tudo esteja certinho… E evita surpresas desagradáveis ao longo do caminho!

Os detalhes importantes vão desde a burocracia básica, necessária para qualquer empreendimento comercial no país, ao cumprimento de normas e requisitos específicos para montar uma clínica veterinária.

Quer ver o que você vai precisar para colocar o seu negócio em dia com as exigências legais? Vamos lá:

  • Registro na Junta Comercial;
  • Obtenção do alvará de funcionamento por meio de um Registro na sua Prefeitura Municipal;
  • CNPJ da clínica veterinária (por meio de um registro na Secretaria da Receita Federal);
  • Registro na Caixa Econômica por meio do sistema “Conectividade Social – INSS/FGTS”;
  • Autorização de funcionamento público a partir do Registro no Corpo de Bombeiros Militar;
  • Registros na Entidade Sindical Patronal e também no Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV).

Vale observar, ainda, que o Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) também tem considerações específicas para a estruturação de uma clínica veterinária.

Consta na resolução nº 1.015 que um empreendimento desses deve dispor de uma estrutura para o atendimento e a consulta dos animaizinhos e outros setores de uma clínica veterinária (como setor de apoio, diagnóstico e internação e/ou cirurgia se os departamentos estiverem dentro do seu plano de negócios).

E embora pareça óbvio, lembre-se que uma empresa dessas deve contar com ao menos um médico veterinário devidamente registrado. Pois é esse profissional que possui qualificações e autorização necessárias para realizar o atendimento técnico.

5. Escolha a melhor localização para sua clínica veterinária

Ao aprender como montar uma clínica veterinária, você vai passar por um ponto fundamental: a localização do seu negócio. Esse é, inclusive, um divisor de águas para a prosperidade de qualquer empreendimento.

Vamos a um exemplo simples: imagine que, em sua pesquisa de mercado inicial, você identificou que não existem clínicas veterinárias em determinado bairro da sua cidade, mas há diversas residências com animais de estimação. Parece uma boa oportunidade para abrir a sua clínica, certo?

Funpets (PE), cliente SimplesVet

A localização pode ser um impulso e tanto para o seu sucesso – por isso, fazer uma boa escolha é tão importante. Examinar elementos como:

Demanda: bairros que possuem mais residências com pets têm maior chance de consumir numa clínica veterinária. Por outro lado, localidades menos povoadas de bichinhos – ruas 100% comerciais, por exemplo – são mais distantes dos lares e, por isso, podem ter maior dificuldade de atrair e fidelizar clientes.

Concorrência: é comum que, em lugares com grande volume de potenciais clientes, também exista um maior número de empresas concorrentes. Nesse caso, não tenha medo: avalie os negócios da área, entendendo quais produtos e serviços eles já oferecem.

Além de descobrir mais sobre os interesses de consumo dos seus futuros clientes, você terá ideias de como se diferenciar daquilo que já existe, aumentando a atração e retenção de clientes.

A proporção perfeita é uma localização com alta demanda e baixa concorrência. Mas nem sempre esses locais são simples de encontrar – especialmente considerando um mercado aquecido como o segmento pet.

Nessas horas, investir em elementos de diferenciação pode mudar o jogo. Capriche na ambientação da sua clínica veterinária, fazendo com que o local reflita todos os valores e características da sua marca.

Preocupe-se em oferecer uma experiência confortável para o seu cliente: um espaço tranquilo, funcional, com atendimento cuidadoso para o tutor e o pet são fundamentais.

Adicionar detalhes extras, como um petisco especial para o bichinho, um cafezinho para os donos e um sorriso no rosto da equipe são o pulo do gato para fortalecer a relação com a clientela.

Univet (ES), cliente SimplesVet

Falando em equipe…

6. Selecione a equipe da sua clínica veterinária

As pessoas fazem toda a diferença no sucesso de uma clínica veterinária. Afinal, qual tutor não quer ver seu bichinho sendo bem tratado, tendo a certeza de que está diante dos melhores profissionais?

Hospital Veterinário Estrada Real (MG), cliente SimplesVet

Na hora de escolher a equipe da sua clínica veterinária, o plano de negócios é um bom guia para começar.

Por exemplo: se a sua clínica terá um centro cirúrgico, significa que você precisará buscar cirurgiões e anestesistas. Se você pretende criar um negócio especializado em gatos, é necessário focar em veterinários que se destacam no cuidado com os bichanos.

O mesmo vale para cuidados básicos, como banho e tosa, que também demandam a presença de tosadores profissionais.

Assim, independentemente de quais sejam os seus diferenciais, é necessário cuidar para que a sua empresa esteja devidamente preparada para oferecer os melhores funcionários de clínica veterinária para os seus clientes.

Quer uma dica extra? Garanta que as pessoas que fazem parte do seu time compartilhem dos mesmos valores da sua clínica veterinária.

Por exemplo: se a sua empresa busca um atendimento acolhedor, carinhoso e próximo, é preciso que os profissionais sigam esse mesmo comportamento.Esse elemento é fundamental para manter o relacionamento com os seus clientes no dia a dia, fazendo os consumidores criarem laços com a sua marca.

Leia também: 4 motivos para criar um plano de comssionamento na sua clínica veterinária.

7. Monte seu escopo de serviços

Já falamos sobre esse ponto durante o plano de negócio, mas vale o reforço: se você ainda está se preparando para abrir uma clínica veterinária, é essencial saber antecipadamente qual é o seu escopo de serviços.

Além de ser importante para entender a estrutura da sua empresa e selecionar a equipe adequada, definir os serviços da sua clínica veterinária fará com que você se diferencie da concorrência. Incluir no escopo um serviço exclusivo, pouco oferecido nos arredores, é uma ótima estratégia!

Por exemplo: já notou o quanto é raro encontrar banho e tosa especializado para gatos? Ou veterinários que saibam como diagnosticar pássaros?

Atendente de clínica veterinária conversando com cliente
Levet (PR), cliente SimplesVet

Para conferir mais dicas sobre esse assunto, veja uma lista dos 5 serviços inovadores para pet shops e clínicas veterinárias!

8. Defina a precificação dos serviços

A precificação dos seus produtos e serviços faz parte do planejamento financeiro – e é um dos itens que mais impacta na renda mensal da sua empresa. O desafio é definir preços competitivos, que façam sentido diante da média de mercado e garantam lucro para sua empresa.

Mas qual a fórmula para chegar a esses valores adequados? É simples: cada venda deve cobrir todos os custos de produção da solução — um serviço ou produto, além de gerar lucro final.

Por exemplo: ao precificar o banho de um animal, é preciso pensar nos produtos utilizados, na mão de obra do profissional, na estrutura disponível para que o serviço aconteça (água, luz, etc.), entre outros aspectos.

Cada produto e serviço tem um cenário específico, que precisa ser estudado para garantir a melhor precificação. Então, assegure-se de fazer uma análise estratégica antes de colocar qualquer valor na etiqueta!

Se você não tem ideia de onde começar a precificação do seu empreendimento, uma dica é analisar os preços praticados pela concorrência. Esse pode ser um bom ponto de partida para identificar o valor ideal dentro das características do seu próprio negócio.

9. Identifique os equipamentos necessários

Para colocar a sua clínica veterinária em operação, é preciso adquirir todos os equipamentos necessários para que a “mágica” aconteça. Mas, antes disso, é preciso identificar quais são esses itens!

Faça uma lista de tudo que você precisa para fazer a sua empresa funcionar. Essa lista deve começar com a mobília — da recepção às salas de atendimento, exames e/ou cirurgias.

Frigobar para acondicionamento de amostras de exames, boxes da internação veterinária, macas, prateleiras do pet shop e armários para estoque são alguns dos materiais que podem estar na sua lista, caso eles sejam necessários no seu dia a dia.

Você deve ter percebido que existem diversos equipamentos necessários para montar uma clínica veterinária. Mas essa é uma etapa que pode ser simples, e até divertida, se você também percorreu as etapas anteriores desta lista.

10. Marketing e divulgação

E por fim, o marketing. Não importa onde você esteja e o porte da sua clínica veterinária, você precisa estratégia de marketing veterinário e campanhas de divulgação — física e digital.

O primeiro marketing que você deve buscar é o boca a boca. Nada como ter clientes que são defensores da sua marca e ajudam a divulgá-la de forma espontânea! Para isso, foque em prestar um serviço diferenciado: ofereça uma experiência marcante, que traga ao cliente a vontade de indicar sua empresa a amigos e conhecidos.

Levet (PR), cliente SimplesVet

Para saber se a sua estratégia está funcionando, você pode medir a satisfação dos seus clientes através de uma pesquisa NPS. O método é bem simples e traz visão imediata dos seus clientes defensores, detratores ou neutros!

Depois de atrair os clientes, o próximo passo é manter o relacionamento em dia: afinal, quem é visto, é lembrado!Envie mensagens constantes aos seus clientes sobre promoções, novidades e informações relevantes.Aposte também nas redes sociais para criar ainda mais conexão com a clientela!

Por último, mas muito importante: garanta a sua presença na internet, através de um site. Com ele, a sua empresa poderá ser encontrada em pesquisas no Google, simplificando o dia a dia de futuros clientes.Você pode estudar a criação de campanhas no Google Ads, o que dá uma força ainda maior ao seu conteúdo!

Dicas extras para montar uma clínica veterinária

Até aqui, vimos todas as etapas que você precisa saber sobre como montar uma clínica veterinária. Mas dá para ir além dos fatores que vimos acima, sabia?

Com algumas dicas pontuais, você cria um serviço único e consegue promover uma experiência especial para o seu cliente. Esse fator “marcante” fortalece a sua marca diante da concorrência – mesmo que a sua clínica tenha sido aberta recentemente!

Veja o que mais você precisa saber antes de abrir a sua clínica veterinária:

Use a tecnologia como diferencial competitivo

Não é só nas ações de marketing que a tecnologia faz a diferença: apostar em um bom sistema de gestão veterinária garante que a sua rotina seja mais segura, produtiva e organizada.

Hachiko (RJ)

Com softwares de gestão focados no segmento veterinário, é possível controlar todas as etapas do fluxo de trabalho: desde as tarefas mais operacionais, como as vendas no PDV e o atendimento veterinário, até as atividades de gestão, como criar relatórios ou analisar o faturamento da empresa.

O sistema de gestão é um aliado valioso para lhe ajudar a tomar decisões com agilidade e precisão. Para completar, ele simplifica a sua tarefa de fortalecer a relação com antigos e novos clientes, através de ferramentas específicas de relacionamento.

Tenha indicadores de desempenho sob monitoramento

Um dos elementos mais importantes de um bom software veterinário são os seus relatórios. É através deles que o gestor terá uma visão global da clínica veterinária, desde o seu cenário atual até os indicativos futuros.

Esses dados são essenciais para a tomada de decisões administrativas – como, por exemplo, se vale a pena expandir a equipe ou mudar um fornecedor. Somente com clareza sobre a situação real da clínica veterinária, é possível garantir escolhas mais assertivas!

A grande vantagem dos sistemas de gestão veterinária é que eles ajudam você a visualizar, diariamente, as métricas importantes da sua empresa pet. Quantos clientes novos chegaram no último mês? Quais os produtos e serviços mais vendidos? Algum item ficou parado no estoque? Aquela sua promoção especial resultou em aumento de vendas?

Com um sistema adequado, é mais simples acompanhar os indicadores e definir metas para o negócio. Depois disso, basta criar estratégias e ações para chegar lá!

Capacite a sua equipe

Montar uma clínica veterinária depende de muitas coisas – e uma das mais importantes é a capacitação da sua equipe. Além de contratar colaboradores selecionados, é essencial dedicar esforços para manter o time sempre atualizado!

Equipe veterinária sorri em petshop

Ajude seu time a reciclar conhecimentos: busque cursos para banhistas e tosadores, incentive melhorias no atendimento veterinário, estude técnicas de vendas mais sedutoras…

Conectando o conhecimento de tendências às preferências dos seus clientes, você tem uma fórmula poderosa para melhorar a experiência de quem visita a sua clínica veterinária. Um passo certeiro para fidelizar clientes – sejam os tutores ou os bichinhos!

Ouça os seus consumidores (e os pets)

Aqui, vale um reforço ao tópico anterior: ao ouvir os seus clientes e seus animais de estimação, você tem valiosos insights sobre o que deve ser aprimorado em toda a experiência. E também aquilo que já funciona, mas pode melhorar, sem dúvidas.

Solicite feedbacks, envie pesquisas de satisfação e sempre ouça o que seus consumidores têm a dizer. Essa é a melhor forma de compreender, definitivamente, o que a sua clínica veterinária pode fazer para permanecer em constante desenvolvimento e crescimento.

Mais de 6.700 empresas escolheram
SimplesVet para simplificar a gestão.

Como a SimplesVet otimiza a gestão de clínicas veterinárias

Parabéns: você chegou ao fim deste conteúdo e recebeu várias dicas para montar uma clínica veterinária! Bora relembrar os pontos-chave do seu sucesso?

  • Plano de negócios;
  • Planejamento financeiro e investimentos;
  • Registros e legislação veterinária;
  • Localização da clínica;
  • Equipe da clínica;
  • Escopo de serviços;
  • Precificação dos serviços;
  • Equipamentos necessários;
  • Marketing e divulgação.

Além de tudo isso, também apresentamos algumas dicas extras que podem garantir ajudar a sua clínica veterinária a continuar evoluindo todos os dias. E falando em evolução… Que tal experimentar o nosso jeito de simplificar a gestão veterinária?

Computador mostra na tela o sistema SimplesaVet

O SimplesVet é um sistema de gestão para clínicas veterinárias e petshops. A nossa missão é tornar o seu dia a dia mais simples, facilitando todas as etapas do seu trabalho: desde o atendimento veterinário até a gestão do faturamento.

Agora que você já sabe como montar uma clínica veterinária, clique aqui e descubra como a SimplesVet pode ajudar na prática experimentando durante 7 dias grátis. Vai ser um prazer fazer parte da sua jornada!

Posts relacionados

Receba conteúdos exclusivos sobre o mercado pet

É suuuper simples: basta cadastrar seu nome e e-mail.

"*" indica campos obrigatórios