Alimentação natural para gatos: guia para Veterinários

Alimentação natural para gatos: guia para Veterinários

Equipe SimplesVet  –  

Tempo de leitura: 7 minutos

Você já deve saber que a alimentação natural para gatos é uma das principais tendências no mercado pet dos últimos anos. Cada vez mais tutores estão optando por oferecer aos seus felinos comidinhas semelhantes às que eles mesmos consomem. Mas por quê?

A resposta é que essa nova demanda faz parte de uma preocupação dos tutores. O desejo deles é oferecer uma dieta mais saudável e adequada às necessidades nutricionais dos seus companheiros de quatro patas.

Pensando nisso, preparei este artigo reunindo informações sobre esse vasto mundo da alimentação natural para gatos. Em quais casos a dieta é recomendada? Como orientar tutores da melhor forma? Quem pode recomendar a alimentação natural? Vamos responder tudo aqui!

O objetivo deste artigo é te auxiliar a descobrir, de forma simples, como essa abordagem pode contribuir para uma vida mais saudável e feliz para os felinos e tutores. E para a produção deste guia, contamos com algumas dicas da nutricionista pet Ananda Campos. Vamos lá?

O que é a alimentação natural para gatos?

Quando falamos em alimentação natural para gatos, sabemos que não devemos oferecer um atum enlatado como refeição para o pet, por exemplo. Não é mesmo? Inclusive, isso nem deve fazer parte da alimentação.

Essa modalidade não inclui comidas prontas, feitas para humanos. Ela envolve, principalmente, uma dieta cuidadosamente preparada com alimentos frescos e adequada às necessidades nutricionais específicas dos felinos.

Alguns estudos da área ressaltam que a alimentação natural para gatos é baseada principalmente em dietas cozidas, que sejam ricas em proteínas. Isso porque, como sabemos, gatos são animais carnívoros por natureza.

Dessa forma, uma quantidade significativa de proteína precisa fazer parte da alimentação desses animais. No entanto, ela não se restringe somente a isso…

A alimentação natural para gatos também pode incluir suplementações nutricionais prescritas pelo médico veterinário. Basicamente, esses suplementos são utilizados para garantir um equilíbrio adequado de nutrientes necessários na dieta do gato.

E aqui é preciso prestar atenção: ao adicionar suplemento nas alimentações naturais, ela passa por um processo térmico (que pode incluir a esterilização em alta temperatura ou congelamento do alimento) – e sem envolver processos químicos. Assim, esse tipo de alimentação natural passa a ser chamada de dieta caseira.

Quem explica isso é a nutricionista pet Ananda Campos. De acordo com ela, a dieta caseira para gatos nem sempre é feita em casa. Elas podem ser produzidas até mesmo por empresas especializadas e então adquiridas pelo tutor em pet shops.

Uma mulher branca, médica veterinária, de cabelos castanhos, utilizando um estetoscópio num gato que está numa mesa, deitado na frente dela.
Vet Medical Center (ES), cliente SimplesVet

“Alguns desses aditivos podem ser a zeólita e o extrato de yucca. Esses aditivos estão muito presentes nas rações, para controlar o odor e o volume de fezes. Eles podem ir numa alimentação natural tranquilamente, mas ela passa a ser chamada de dieta caseira para podermos diferenciar”, explica Ananda.

Veterinários e zootecnistas que possuem conhecimento específico sobre essa área são os mais indicados para a prescrição de alimentação natural para gatos. Inclusive, os profissionais que desejam adquirir mais conhecimento sobre esse tema podem investir em pós-graduações de Nutrição Animal.

Leia também: Alimentação natural para cães: dicas para gestores pet

Controle de vacinas, estoque e mais.
Gestão pet é com SimplesVet.

Vantagens da alimentação natural para gatos

Agora que falamos sobre o que é alimentação natural, você deve estar se perguntando: “Quais vantagens esse tipo de alimentação oferece ao gato e seu tutor?”.

Geralmente, quando um tutor procura por uma alimentação natural para seus felinos de estimação, ele está buscando benefícios para a saúde e bem-estar do animal.

Nesse momento, vale explicar para esse tutor que essa abordagem nutricional oferece, sim, algumas vantagens significativas que podem impactar positivamente a vida do gato. Listamos aqui algumas delas:

  1. Dieta naturalmente úmida: a alimentação natural para gatos é composta por alimentos frescos, o que geralmente resulta em uma dieta naturalmente úmida. Isso é algo positivo, pois os gatos têm uma dificuldade natural em consumir água suficiente. A alimentação úmida auxilia na hidratação adequada, contribuindo para a saúde dos rins e prevenindo problemas urinários; 
  2. Rica em proteínas: por serem carnívoros, a dieta dos gatos deve ser rica em proteínas provenientes de fontes animais, como carnes. A alimentação natural para gatos prioriza essa necessidade, fornecendo uma quantidade adequada de proteínas que favorecem o trato digestivo natural do animal;
  3. Melhora das fezes: com uma dieta equilibrada e adequada às necessidades do gato, é possível observar fezes mais firmes e bem formadas. Isso indica uma boa saúde intestinal e facilita a eliminação, tornando o cuidado com a caixa de areia mais fácil e higiênico;
  4. Redução do índice glicêmico: a alimentação natural para gatos é geralmente pobre em carboidratos, o que contribui para a redução do índice glicêmico da alimentação. Isso é especialmente benéfico para gatos com predisposição a problemas de saúde relacionados ao açúcar, como diabetes e obesidade.

Segundo a nutricionista pet Ananda, hoje já existem muitos estudos que comprovam os benefícios da alimentação natural para gatos, especialmente sobre a dieta caseira cozida. Para além dos citados acima, existe também o do bem-estar do animal.

“Com as comidas caseiras, é possível personalizar a dieta, preparando o que o animal gosta”, explica Ananda. “Também é possível adicionar ingredientes para mais de uma necessidade nutricional, para animais com comorbidades combinadas (como obesidade e problemas renais, por exemplo)”, acrescenta.

Contraindicações: quando não dar dieta natural ao felino

Apesar de a alimentação natural para gatos apresentar diversas vantagens, sabemos também que nem todos os felinos são candidatos ideais para essa abordagem alimentar. É por isso que uma avaliação com um veterinário é tão importante.

Saber que um gato está comprovadamente saudável antes de iniciar uma dieta natural é a base para o sucesso dessa dieta. Por isso, indicamos a realização de exames veterinários regulares.

Uma mulher branca, médica veterinária, de cabelos castanhos, utilizando um estetoscópio num gato que está sentado numa mesa na frente dela.
Reino Animal (MG), cliente SimplesVet

Dessa forma, é possível garantir que o felino está em boas condições de saúde e apto a receber esse tipo de alimentação.

Isso porque animais com problemas hepáticos ou renais crônicos devem receber orientações de profissionais qualificados para prescrever uma dieta adequada, a depender das condições.

Assim sendo, veterinários especialistas em nutrição animal são os mais procurados pelos tutores nesses casos. Essas condições mais específicas pedem por cuidados especiais e a dieta é adaptada às necessidades individuais desses bichinhos.

A nutricionista pet Ananda Campos destaca algo que vale a pena levar em consideração antes de receitar uma dieta natural. Isso é, o fato de que a alimentação natural para gatos exige um compromisso financeiro e logístico do tutor.

“A alimentação que o animal pode comer é a que o tutor pode manter. Não adianta recomendar alimentação natural se o tutor não pode financeiramente ou, em termos de rotina, manter essa dieta”, pontua Ananda.

Essa é uma dieta naturalmente mais cara e requer uma logística especial para obter ingredientes frescos. Além disso, o preparo das refeições precisa estar de acordo com as necessidades do gato.

Então, antes de adotar a alimentação natural para seus pacientes, é interessante avaliar se o tutor tem condições de proporcionar essa abordagem alimentar de forma consistente e adequada à rotina do gato.

Como orientar o tutor de gatos sobre alimentação natural

Ao chegar em um consultório veterinário, alguns tutores podem não ter todas as informações sobre alimentação natural para gatos. É possível que cheguem tutores que nem mesmo saibam que essa dieta existe.

Por isso, guiar esses tutores na transição para alimentação natural pode ser um processo mais delicado. Nessas primeiras etapas, fornecer orientações claras e abrangentes pode garantir que os felinos recebam uma dieta equilibrada e nutritiva.

Para te ajudar, separei algumas dicas que podem ser úteis nesta etapa e que os tutores podem ficar interessados. Vamos lá?

  1. Investir em uma consulta nutricional: que tal recomendar aos tutores que agendem uma consulta com um profissional especialista em nutrição animal? Um nutricionista pet qualificado poderá avaliar as necessidades individuais do gato e fornecer recomendações personalizadas para uma alimentação natural adequada;
  2. Formas de preparo do alimento: você pode explicar as diferentes opções disponíveis para preparar a alimentação natural para gatos. Os tutores podem optar por preparar as refeições em casa, adquirir alimentos preparados por cozinheiros que trabalham com comida pet. Existe ainda a possibilidade de comprar marmitas para os bichinhos em pet shops;
  3. Transição gradual da alimentação seca para a alimentação natural: se o gato estiver acostumado com uma dieta de rações secas, vale orientar o tutor a fazer uma transição gradual para a alimentação natural. Isso pode ajudar o sistema digestivo do felino a se adaptar gradualmente às mudanças na dieta, evitando problemas de estômago;
  4. Evitar alimentos proibidos e inadequados: alguns tutores não sabem, então é sempre válido informar sobre os alimentos que são proibidos para gatos – como chocolate, cebola, alho e uva. Além disso, cabe orientar também sobre a importância de evitar dar restos de comida humana ao gato. É sempre bom lembrar que muitos alimentos que consumimos são inadequados e podem causar problemas de saúde nos felinos.

No momento de orientar os tutores sobre a alimentação natural para gatos, podemos sempre enfatizar que cada felino é único e pode ter necessidades individuais.

Vale a pena também incentivar os tutores a monitorarem a saúde do bichano durante a transição. E é claro, deixando a porta aberta para que busquem orientação profissional sempre que necessário.

Mais de 6.700 empresas escolheram
SimplesVet para simplificar a gestão.

Simplifique seu atendimento veterinário

E para oferecer um atendimento veterinário eficiente e completo ao analisar e tratar seus pacientes peludos, contar com o SimplesVet é uma escolha inteligente.

Com ferramentas pensadas para clínicas e hospitais veterinários, como o Prontuário Digital, você pode simplificar todo o processo de consulta e ainda ter acesso às informações necessárias de forma rápida e organizada.

O SimplesVet é um sistema completo, que funciona de maneira online e é salvo na nuvem. Com ele, você pode personalizar a ficha do pet para cada tipo de atendimento, registrando detalhes importantes como patologia, idade, peso e alergias.

Ainda é possível ter acesso ao histórico do pet, que é apresentado em ordem cronológica, permitindo que você visualize todos os detalhes do tratamento. Isso inclui medicamentos e tratamentos prescritos, histórico de internação e até mesmo quando o gatinho iniciou a dieta com alimentação natural, assim fazendo um acompanhamento da saúde dele durante o processo.

Em destaque na frente da imagem, um gato preto é carregado por uma mulher do outro lado da mesa. Em cima da mesa, desfocado, temos um notebook com o sistema SimplesVet aberto.
Portão (PR), cliente SimplesVet

Além disso, é possível anexar imagens, vídeos e outros documentos relevantes. Você também tem a sua disposição a praticidade de utilizar modelos de receitas e documentos, podendo padronizar os tratamentos da sua clínica.

Ao salvar os modelos de receitas e orientações pós-cirúrgicas, por exemplo, você evita a perda de tempo ao preencher repetidamente informações do tutor e do pet. Legal, certo?

A melhor parte disso tudo é que você pode acompanhar o tratamento do pet de qualquer lugar! Seja na clínica ou em casa, basta abrir o SimplesVet para verificar os detalhes do tratamento. Dessa forma você garante que as prescrições estejam sendo aplicadas corretamente, por exemplo.

Experimente agora mesmo o SimplesVet gratuitamente por 7 dias e simplifique o seu atendimento veterinário. Aproveite todas as vantagens do Prontuário Digital e tenha mais praticidade e eficiência no cuidado com os seus pacientes.

Posts relacionados

Receba conteúdos exclusivos sobre o mercado pet

É suuuper simples: basta cadastrar seu nome e e-mail.

"*" indica campos obrigatórios